Mito ou verdade?

Nem tudo que a gente lê é correto, algumas coisas que estão espalhadas por aí não passam de fake news. Pensando nisso, junto com o Gustavo Carvalho, professor da Fibratech Alameda, separamos uma lista de dúvidas que todo mundo tem, para saber o que de fato é verdade e o que não passa de mito. 

1. Treinar todos os dias é bom


VERDADE. Desde que o volume e intensidade de treino estejam adequados para cada pessoa. Iniciantes normalmente tem volume e intensidade de treino mais baixos comparados aos mais avançados. Os objetivos a serem alcançados também devem ser levados em consideração na hora de prescrever a frequência de treino. Treinar com mais frequência não significa mais resultado, a constância sim é fundamental!

2. Treinar gripado faz mal


MITO. Desde que a pessoa esteja em condições básicas para tal. Pode ser necessário um ajuste de cargas e intensidade nesse período, para que sua recuperação não seja prejudicada. Já em caso de quadros mais graves de sintomas como febre, dores no corpo e infecções o treino não é recomendado, e sim, repouso.

3. Posso treinar menstruada?


SIM. Alguns estudos mostram que nessa fase não há interferência no desempenho, mas para algumas mulheres pode ser um período desconfortável e cheio de dores. Nesses casos, podemos fazer ajustes nas cargas e volume de treino promovendo um treino mais adequado e confortável.

4. Suar faz perder peso

VERDADE. Porém a perda de peso nesse caso não é associada a perda de calorias e sim perda de água. O suor nada mais é do que uma reação fisiológica do corpo tentando manter o equilíbrio.

5. Devo fazer aeróbico antes ou depois da musculação?


DEPENDE. O objetivo do aluno é o que deve ser levado em consideração na hora de sugerir uma ordem de atividades. Para pessoas que desejam desenvolver mais sua capacidade aeróbia, essas atividades devem ser priorizadas, já para quem tem como principal objetivo o aumento de massa muscular, a musculação deve vir primeiro. É importante ter em mente que numa periodização de treino, todas as capacidades devem ser estimuladas de acordo com os objetivos de cada um.

6. Fazer abdominal queima gordura na barriga


MITO. O objetivo dos exercícios abdominais é gerar fortalecimento da musculatura abdominal, prevenindo dores nas costas, lesões, melhora da postura, dentre outros benefícios. A perda de gordura corporal acontece de maneira geral, e não localizada. Para isso, o treinamento aliado a uma alimentação adequada é essencial.

7. Exercícios físicos previnem dores nas costas


VERDADE. Os treinos de musculação executados de maneira sistêmica promovem além do aumento de massa muscular, fortalecimento do corpo como um todo. Uma musculatura mais forte traz aumento de funcionalidade, flexibilidade, estabilidade e inclusive previne lesões. Para atingir esse objetivo podemos utilizar na rotina de exercícios: abdominais, estabilização de tronco, remadas, puxadores e sem esquecer também dos alongamentos.

8. Treinos de musculação promovem aumento de massa óssea 


VERDADE. Um dos benefícios do treinamento com peso é o aumento da densidade óssea. Conseguimos assim prevenir e até desacelerar quadros de osteoporose e osteopenia, nos quais os ossos vão perdendo densidade e enfraquecendo. Pessoas nessas condições sofrem com quedas e fraturas, pois os ossos são fracos e porosos e a prática constante do treinamento, pode ser um fator determinante até mesmo durante o tratamento como prevenção.

9. Treinar a mesma ficha todos os dias dá resultado?


NEM SEMPRE. O ideal é que a pessoa tenha uma periodização adequada à quantidade de vezes por semana que ele se disponibilizou a treinar. Em casos de clientes que treinam em dias consecutivos, o ideal é que ele alterne atividades e grupos musculares trabalhados, tanto pela necessidade de recuperação muscular, como pela necessidade de dar estímulos diferentes ao corpo. Treinar a mesma ficha em dias consecutivos além de ser lesivo pode tornar a rotina de treino monótona e desmotivante.

Agora você já pode vir treinar e fazer tudo sem dúvidas. Se ainda ficou com alguma dúvida, é só conversar com o seu professor, eles estão sempre preparados para te ajudar. E se você ainda não é aluno, é só clicar no botão e marcar sua aula experimental. 

Fechar Menu